sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

«REMOVIDO» DA SIC NOTÍCIAS

Caros amigos (poucos), simpatizantes (alguns) e conhecidos (muitos),
.
CUMPRO o «doloroso dever» de participar – para gáudio de quem detesta as minhas opiniões e não me pode ver nem pintado – que fui, no dia 2, «removido», por telefone, do programa «Frente-a-Frente» da SIC Notícias, no qual participava desde o ano de 2004.
Digo «removido», porque me parece ser um bom compromisso entre o termo «dispensado» (politicamente correcto) e os termos «despedido» ou «corrido» (politicamente incorrectos). Justificações da «remoção»: 
i) necessidade de «renovar» a lista de «paineleiros», naturalmente «remoçando-a» (presumo que um velho rezingão como eu será substituído por um daqueles moçoilos geniais que agora dirigem o PS); 
ii) deixar de pagar as participações no «Frente-a-Frente» (150 euros cada uma), porque a SIC Notícias está paupérrima e passará a aceitar apenas «voluntários» (claro que tiveram o cuidado de não me perguntar se eu queria ser um deles…).  
Terminam assim 17 anos consecutivos de colaboração com órgãos de comunicação social do grupo «Impresa»: oito anos e meio como cronista do EXPRESSO, de que fui removido no auge da invasão do Iraque; outros oito anos e meio como colaborador da SIC Notícias, de que fui removido no auge da «guerra» declarada há poucos dias pelo «megafone» de Vitor Gaspar, Pedro Passos Coelho. Suponho que é uma «guerra» contra a esmagadora maioria dos portugueses, que continuam a empanturrar-se de bifes todos os dias…
Mas é claro que não deixa de ser exaltante imaginar a satisfação que esta notícia irá causar em figuras tão proeminentes como a augusta vice-presidente (da AR) Teresa Caeiro, o austero advogado José Luís Arnaut ou o venerável empresário Ângelo Correia – que se recusavam a enfrentar-me há já alguns meses com o beneplácito dos responsáveis pelo programa.
Não ignoro, todavia, que o gáudio não se confina ao chamado «arco do poder», nos seus três tons habituais: cor de laranja azeda, azul cueca e cor-de-rosa fanada. Também vai entrar de roldão em alguns órgãos de comunicação social do regime, politicamente correctos, onde não faltam opinadores tão chatos ou peneirentos como «intocáveis», e digníssimos «pilares» do statu quo que não apreciam dissidências políticas nem franco-atiradores (a não ser quando haja escândalo que aumente as audiências e/ou os leitores).
A única coisa que se me oferece dizer, sem me rir, neste momento, é a seguinte: quando se perde poder ou a aparência dele, por mais ínfimo que seja; quando não se tem a protecção de um partido, ou de uma «igreja», ou de uma associação «cívica» semi-clandestina, ou de um grupo de pressão, ou de um «sacristão», ou de um «patrão», ou de um «padrinho», etc., etc., etc. – o «lonesome cowboy» escusa de armar ao pingarelho, e não tem outro remédio se não o de meter a viola no saco e ir para a caça aos gambozinos.

Saudações democráticas,
Alfredo Barroso

6 comentários:

Sérgio Duarte disse...

Caro Dr. Alfredo Barroso,

Espero que não nos prive das suas opiniões, quanto mais não seja através do blog. Dos muitos comentadores que existem na comunicação social o Dr. Alfredo Barroso é dos que consegue ter uma perspectiva mais esclarecida sobre o neoliberalismo, o quadro ideológico que nos trouxe até esta situação. O tempo dar-lhe-á razão. Como seu admirador não poderia deixar de dizer isto e manifestar a minha vontade de continuar a ouvir a sua opinião.

Saudações democráticas,

Sérgio

Cristina Garcia disse...

boa noite


Lamento profundamente a sua "remoção" do Frente a Frente no Jornal das 9.

Pelos vistos, são os "papagaios" que estão na moda.

Pelo menos aqui tem a minha audiência garantida! ;)

Bem haja!

Cristina

m´espanto às vezes, outras m´envergonho disse...

Boa tarde Dr. Alfredo Barroso

Apesar de enorme distância ideológica que nos separa não posso deixar de lhe manifestar a minha repulsa pela sua " dispensa " da Sic no jornal das 9.
Corajoso ,culto sempre me mereceu a maior consideração as suas posições críticas.
Só hoje descobri este "traço grosso" de que passarei a ser leitor.
Viva a liberdade !
Joaquimaria

Pureza P vasconcelos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pureza P vasconcelos disse...

Boa noite Dr. Alfredo Barrroso,

Estranhei a sua ausência no Frente a Frente e só agora percebi a causa. Tenho muita pena que o tenham "dispensado" porque a sua lucidez e olhar crítico vão fazer muita falta nestes debates .

Pureza

tiagovqueiroz disse...

Passarei a seguir o seu blog com o mesmo interesse que segui os "frente-a-frente" em que participou.

Com a sua ausência serão certamente menos frontais...

Espero que os seus inimigos estejam felizes, é bom sinal!